Quando a lipo dá errado: saiba como tratar as fibroses

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a lipoaspiração é segunda cirurgia estética mais realizada no país, atrás apenas do implante mamário de silicone. Mas ao contrário do que dizem algumas clínicas e médicos não tão bem intencionados, a lipo não é um procedimento simples e milagroso.
 
Paralelamente aos riscos de vida e de saúde, há muitos casos em que o resultado estético fica totalmente aquém do esperado. A fisioterapeuta dermato-funcional Juliana Borges, especialista em tratamentos pós-operatórios de cirurgias plásticas, explicou um dos principais motivos pelo qual isso acontece: “Toda cirurgia, incluindo a lipoaspiração, faz com que o corpo desenvolva fibroses, em maior ou menor grau. A fibrose se forma no tecido durante o período de cicatrização. O tecido da região fica enrijecido e com um aspecto irregular”. No caso da foto acima, aconteceu exatamente isso. “A gordura foi retirada excessivamente, já perto demais da pele”, explicou a especialista.

Veja também:
Emagreça 5 kg em um mês sem sofrer

Na foto acima, vemos a paciente com fibrose e aderência pós-lipoaspiração e depois de dois meses de tratamento …O que muita gente não sabe é que já existe uma técnica que pode ajudar melhorar casos como o da foto acima. “A técnica de Liberação Tecidual Funcional foi desenvolvida especificamente para prevenção e tratamento de fibroses e aderências decorrentes de cirurgias plásticas. Claro que toda lipoaspiração requer drenagem linfática no pós-operatório, mas em casos de fibroses e aderências, tratamentos baseados somente em drenagem linfática são ineficazes. É necessário reorganizar todo o tecido cicatricial”, contou.

Para obter um resultado legal com a lipoaspiração, os pacientes precisam ficar atentos ao tratamento necessário no pós-operatório. “Mesmo fibroses menores devem ser eliminadas para que o aspecto final seja bom. E além de fibroses e aderências, é importante também cuidar da flacidez, para não ficar com a pele da barriga caída e com o ‘umbigo triste’”, diz Juliana. Vale lembrar que o corpo demora cerca de seis meses para cicatrizar depois de uma lipo. Porém, quanto antes o tratamento para fibrose começar, mais chances de obter melhores resultados.

Veja alguns cuidados essenciais antes de submeter-se a uma lipoaspiração:


- Procure indicações de cirurgiões conhecidos, confirme se ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Depois, procure uma segunda opinião.

- Não acredite em milagres. A lipo não vai deixar seu corpo perfeito se você não pratica exercícios e não tem hábitos saudáveis. Também não se trata de um procedimento banal. É uma cirurgia que requer muita atenção e cuidados.

- Cuidado para não deixar-se encantar por preços baixos demais. É aconselhável que a lipo seja feita em um hospital com UTI e que o cirurgião conte com assistente e anestesista, entre outros. Clínicas e hospitais sem UTI não são indicados.

- Há uma série de exames a serem feitos para ver se o paciente está apto a passar pela cirurgia. Cirurgias plásticas estéticas só podem ser feitas em pacientes saudáveis.

- É aconselhável que seja retirado em gordura no máximo de 5% a 7% do peso do paciente. Mais do que isso pode ser prejudicial.

- Os cuidados pré e pós-operatório são essenciais para que a cirurgia seja bem-sucedida.
Serviço:

Juliana Borges é fisioterapeuta dermato-funcional


Festa Junina
Carregando...

ÚLTIMOS VIDEOS