Meu filho precisa usar óculos?

Será que meu filho precisa usar óculos? Para muitos pais esta dúvida pode até tirar o sono. Afinal nem sempre é fácil identificar essa necessidade e os problemas de visão podem passar desapercebidos. A boa notícia é que algumas atitudes das crianças podem servir de alerta e os pais, por sua vez, devem ficar atentos a alguns comportamentos dos filhos para evitar problemas de visão mais graves no futuro.

Para conversar sobre este assunto e dar algumas dicas, conversamos com a oftalmologista Dra. Maria Pia Friera Acebal, formada na Universidade de Oviedo , especializada em plástica ocular.

Como identificar se o seu filho precisa usar óculos?
É importante ressaltar que é possível fazer exame oftalmológico em qualquer idade. Atualmente, é obrigatório o teste do olhinho quando a criança nasce, o que já descarta alguma anormalidade. Este teste é realizado gratuitamente em algumas cidades nas primeiras 48 horas de vida do bebê. De qualquer forma, a partir dos 4 anos a criança já colabora ao fazer um exame. Segundo oftalmologista Dra. Maria Pia Friera Acebal "nos primeiros meses de vida, é normal que a criança não fixe o olhar e pareça não enxergar".

Se não for diagnosticado nenhum problema no teste do olhinho, é conveniente levar a criança ao oftalmologista quando começar a escola, ainda mais se houver precedente familiar. A maior das escolas exige um exame oftalmológico prévio e, às vezes, os próprios professores fazem uma triagem simples nas turmas iniciantes.

Para a oftalmologista os pais devem ser observadores dos comportamentos do filho, principalmente se a criança:

  • Encosta muito na TV;
  • Tropeça ou bate nas coisas com frequência;
  • Vira um dos olhos ficando estrábica;
  • Aparece nas fotos com a pupila (aquele buraquinho preto que fica no centro do olho) esbranquiçada em vezg de ser bem preta;
  • Fica com os olhos lacrimejantes ou vermelhos com frequência;
  • Sente dores de cabeça;
  • Diminui o rendimento escolar.

Nesses casos a criança deve ser levada ao especialista o quanto antes. "É conveniente que qualquer problema visual comece a ser tratado assim que detectado, já que a visão se desenvolve até os 8-9 anos", complementa a oftalmologista.

Doenças nos olhos
De acordo com a Dra. Maria Pia as crianças estão sujeitas a algumas doenças nos olhos, as mais frequentes são:

  • Conjuntivites: alérgicas ou infecciosas, pois convivem com outras crianças na escola;
  • Miopia: dificuldade de enxergar longe;
  • Astigmatismo: dificuldade para enxergar de perto e longe;
  • Hipermetropia: dificuldade para enxergar objetos próximos e principalmente para leitura de textos;
  • Estrabismos ou desvios oculares, muitas vezes diagnosticados precocemente pelas mães;
  • Presença de patologias como glaucoma e catarata congênitos. Algum tipo de tumor e outras patologias mais graves que devem ser diagnosticadas precocemente pelo oftalmologista.

O que prejudica a visão infantil?
"As mesmas coisas que prejudicam a qualquer adulto. Alguns fatores externos como: falta de higiene, falta de proteção ultravioleta e correção inadequada. Mas a maioria dos problemas visuais são congênitos ou hereditários", explica a Dra. Maria Pia.

E quanto ao uso de óculos escuros?
"A proteção ultravioleta esta indicada em qualquer idade", aconselha a Dra. Maria Pia Friera Acebal. As crianças podem e devem ser protegidas dos raios solares. O que muitas pessoas não sabem é que não adianta apenas utilizar óculos com as lentes escuras, o produto deve ter qualidade e com proteção ultravioleta.

Carregando...
Carregando...

Leia também

Enquete Yahoo!
Carregando...
Opções de escolha da enquete

Leia mais nos blogs