Lanterna Verde sai do armário

O Lanterna Verde, um dos personagens de história em quadrinhos mais longevos dos Estados Unidos, é o último super-herói a declarar sua homossexualidade, anunciou a DC Comics, nesta sexta-feira.

A partir da próxima semana, Alan Scott, alter ego do clássico 'Green Lantern', que estreou nas tirinhas em 1940, ressurgirá como Lanterna Verde, "um líder com fome de justiça" que "também é homossexual", destacou o comunicado.

A DC Comics, uma das principais empresas de quadrinhos dos Estados Unidos, junto com a Marvel Comics, informou que o super-herói nascido na década de 1940, na era de ouro dos quadrinhos, "foi modernizado para refletir o mundo em que vivemos".

O novo Lanterna Verde aparece na segunda edição de "Earth 2". Uma antecipação da história no site da DC Comics na internet mostra Alan Scott como um louro forte que chega a Hong Kong, onde um belo amigo de cabelos escuros, chamado Sam, o leva a um hotel de luxo.

O roteirista da série, James Robinson, explicou: Apesar das mudanças, "os leitores dos velhos tempos terão uma grata surpresa ao verem como tento, de alguma forma, mostrar o 'clássico' Alan Scott ao mesmo tempo. Continua sendo o mesmo homem dinâmico e heroico que era".

O mundo imaginário dos quadrinhos tem se esforçado recentemente para introduzir diversidade étnica e sexual em suas tiras.

A DC Comics tem uma Batgirl lésbica, enquanto a HQ da Marvel, "Astonishing X-Men", contará em breve com um casamento de super-heróis gays.

Carregando...

YAHOO MULHER NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Entretenimento