O melhor do Reino Unido no Yahoo!

Liverpool: mais do que Beatles, mas muito Beatles também

11_Liverpool

Cidade do guisado, da indústria naval, da arte moderna, dos templos religiosos. A quase milenar Liverpool é aconchegante apesar de seu ar imperial, cheia de construções com inspiração em monumentos gregos. A cidade é quase milenar e seu porto foi uma das maiores fontes de riqueza dos britânicos ao longo dos séculos. Foi também dali que partiram monstruosas embarcações, embora nem todas pudessem sobreviver — caso do Titanic. Talvez valesse uma visita. Mas é a capital mundial dos Beatles, não tenha dúvida: vá.

Há três jeitos de se chegar a Liverpool: pelo mar demora, pelo ar nem sempre é barato pousar no aeroporto John Lennon e por trem você gasta menos de R$ 100 saindo de Londres, da estação Euston. Chegue por onde chegar, sempre haverá alguma empresa oferecendo Beatles Tours. Caminhando pelo centro você encontrará alguns locais e estátuas de membros da banda. Mas também há roteiros para conhecer a cidade como um todo em cima de um ônibus de dois andares e eles não deixam de lado os principais pontos ligados ao Fab Four.

A mais extensa viagem dura quatro horas e passa por até 20 pontos para beatlemaníacos. Strawberry Fields, Penny Lane, o jazigo de Eleanor Rigby, o Cavern Club (onde eles começaram a tocar) e os lugares que eles frequentavam estão em um roteiro que custa R$ 290 por pessoa. Calma, as visitas de duas horas saem bem mais em conta: R$ 150 cada. Se o seu interesse é moderado, visite o Beatles Museum. A entrada custa R$ 45 para adultos e R$ 20 para crianças. Fica no Albert Dock, a 12 minutos de caminhada saindo da estação de trem.

Se estiver no Albert Dock, não saia. Alguns dos melhores restaurantes da cidade ficam ali — vale provar o "scouse", um guisado típico feito de carneiro. Uma filial da famosa Tate Gallery, também. Há ainda o museu naval, que de início não chama a atenção de ninguém, mas vai ganhando força conforme você se deixa levar pela maré. O Reino Unido tem muito orgulho de sua marinha e sustenta a versão de que nunca um navio militar deixou seus portos e voltou sem ter cumprido sua missão. Um passeio de barco pelo rio Merseyside custa R$ 50.

Para quem gosta de ver arquitetura sacra, Liverpool oferece uma curiosidade. Sua principal catedral, inaugurada em 1960, se parece com a equivalente em Brasília, construída por Oscar Niemeyer alguns anos depois. A semelhança reside no formato — sem tantas curvas — de abas laterais e um centro ascendendo aos céus. Saindo da estação de trem, caminhe pela Brownlow Hill no caminho oposto às docas e entre na Duckingfield Street. A caminhada leva 12 minutos. Não muito longe dali fica a Igreja de Saint Luke, bombardeada na Segunda Guerra Mundial.

Guias do país

  • O País de Gales

    Situado numa península, no meio-oeste da Grã-Bretanha, o País de Gales retém a forte personalidade … Mais »

  • A Escócia

    Terra do Lago Ness, de homens que usam kilts, do uísque e das gaitas de fole, a Escócia conta aos … Mais »

  • A Inglaterra

    Com seus 950 km de litoral e nove regiões charmosas e pitorescas, a Inglaterra é o maior país da … Mais »