Desfile dramático e transparência encerram edição da SPFW

O estilista Lino Villaventura foi o responsável por encerrar a São Paulo Fashion Week nesta sexta-feira (22).

A primeira modelo a pisar na passarela, com passadas rápidas e seguras ao mesmo tempo, já segurou as atenções por conta da ousadia do look - um tapa-sexo recoberto por um vestido de nervuras branco leitoso e transparente que deixavam o corpo da modelo quase que totalmente à mostra. A máscara, que recobria quase todo o rosto e trazia lembranças de uma máscara de gás, e os adereços metalizados finalizaram a composição.

A primeira modelo a pisar na passarela já segurou as atenções por conta da ousadia do look (foto: AgNews)

Modelo desfilou com um tapa-sexo recoberto por um vestido transparente (Foto: AgNews)

Como de costume, o "quê" dramático se destacou tanto nas roupas, que seguiram uma cartela de cor escura, quanto na apresentação performática dos modelos que não pouparam poses ousadas na frente do PIT de fotógrafos.

Vestidos luxuosos, meia-calça e vestidos curtos, tecidos ricos como seda, tule e cetim, e bordados foram os protagonistas da linha feminina da grife. A transparência e os decotes ganharam vez tanto no guarda-roupas feminino quanto no feminino.

Na linha final do show, todos os modelos entraram sem máscaras e foi possível reconhecer algumas tops como Carol Francischini e Isabel Hickmann.

Desfile Lino Villaventura (Foto: AgNews)

Desfile Lino Villaventura (Foto: AgNews)

Desfile Lino Villaventura (Foto: AgNews)

Desfile Lino Villaventura (Foto: AgNews)

Desfile Lino Villaventura (Foto: AgNews)

Desfile Lino Villaventura (Foto: AgNews)

Desfile Lino Villaventura (Foto: AgNews)