Sala de espera
  • Ansiedade pode ser uma das causas que leva a roer a unha (Foto: GettyImages)

    Roer unha, ou onicofagia, é o hábito de morder as unhas dos dedos das mãos ou pés durante períodos de nervosismo, ansiedade, estresse, fome ou tédio. O ato de roer as unhas pode manifestar-se como alívio da ansiedade, solidão e insegurança.

    De que maneira roer as unhas pode prejudicar a saúde bucal?
    O paciente pode apresentar diversas complicações devido ao hábito de onicofagia como: desvio da mandibula para o lado;  mordida aberta anterior e problemas de oclusão; comprometimento do tônus muscular lingual e labial e atraso na linguagem.

    Quais as consequências para os dentes?
    Os dedos da mão podem transportar bactérias, fungos e vírus para o interior da boca causando doenças. Os dentes sofrem desgaste do esmalte e, consequentemente, alteração na oclusão.

    Ainda de acordo com alguns estudos científicos, indivíduos que roem unhas apresentam um risco maior de desenvolver o Bruxismo (ranger dos dentes).

    E o que fazer?
    O tratamento precoce ainda na fase infantil é essencial para devolver as

    Saiba mais »de Como roer a unha prejudica a saúde bucal?
  • Para evitar sentir gostos ruins, espere ao menos 30 minutos após escovar os dentes para comer (Foto: Getty Images)

    O gosto da comida fica ruim depois de escovar os dentes devido aos componentes químicos presentes no creme dental.  Eles inibem, temporariamente, a função das papilas gustativas. Por esse motivo o sabor da comida não fica completo, causando uma sensação estranha.

    A inibição do paladar ocorre devido aos detergentes presentes no creme dental, em especial um composto chamado lauril sulfato de sódio, ou LSS, que mesmo após alguns minutos após a escovação continuam agindo. As papilas gustativas presentes na língua, responsáveis em reconhecer o sabor dos alimentos, são inibidas pela presença desses componentes.

    O creme dental tira o gosto principalmente de alimentos doces. Já para os alimentos amargos ele pode pode acentuar o paladar. Produtos com sabores fortes também podem perturbar os sensores na língua, atrapalhando o sabor.

    Caso queira desfrutar o gosto da comida sem interferências, o ideal é esperar de 30 a 60 minutos após a escovação. Cremes dentais neutros podem não influenciar

    Saiba mais »de Por que o gosto da comida é ruim depois de escovar os dentes?
  • 23% da população não escova antes de dormir (Foto: Getty Images)

    Uma pesquisa feita pela revista Saúde, da Editora Abril, revelou que os brasileiros não cuidam tão bem assim da saúde bucal.

    Para constatar isto, foram ouvidos 1818 homens e mulheres de todas as regiões do Brasil, sendo 78% pertencentes às classes A e B.

    De acordo com a apuração:
    - 65% das pessoas não trocam a escova de dentes após três meses de uso;
    - 57% dos brasileiros levaram o filho ao dentista pela primeira vez entre os 2 e 11 anos;
    - 48% da população não considera importante ir ao dentista regularmente;
    - 38% das pessoas não usam ou usam raramente o fio dental;
    - 29% acha natural perder os dentes na velhice;
    - 27% da população não escovam os dentes após as refeições;
    - 24% não escovam ao acordar;
    - 23% não escovam antes de dormir.

    A respeito destes dados é importante lembrar dois grandes problemas apresentados nos consultórios odontológicos diariamente são cárie e gengivas sangrando. Ambos os casos estão diretamente relacionados ao uso do fio dental - que é fundamental para removar os

    Saiba mais »de 48% dos brasileiros não consideram importante ir ao dentista regularmente
  • Vinagre e bicarbonato são ótimos para desinfetar a escova de dentes (Foto: Getty Images)

    Você sabia que lavar a escova de dente após a escovação não é o suficiente para desinfetá-la? Para fazer uma limpeza correta é necessário mergulhar a escova em água fervendo e usar ingredientes específicos.

    Veja alguns truques caseiros rápidos e simples para deixar sua escova limpinha de verdade!

    1. Limpe com vinagre e bicarbonato de sódio
    Uma mistura de vinagre e bicarbonato de sódio é ótima para eliminar bactérias em sua escova de dentes. Para preparar, basta derramar ½ xícara ou 120 mililitros de água em um copo, adicionar 2 colheres de sopa de vinagre branco e 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio. Misture bem os ingredientes e deixe sua escova de dentes de molho por cerca de uma hora. Em seguida, retire, lave e siga para o próximo passo.

    2. Limpe com anti-séptico bucal
    Após imersão em vinagre e bicarbonato de sódio, o cheiro de sua escova pode ficar bastante forte. Portanto, continue lavando com enxaguante bucal por alguns minutos, até sentir um aroma fresco e suave.

    3. Mergulhe

    Saiba mais »de Dicas para desinfetar a escova de dente corretamente
  • Saúde bucal de um fumante é mais frágil do que a do não fumante (Foto: Getty Images)

    Está comprovado cientificamente que o cigarro é prejudicial a saúde. Aumenta a probabilidade de doenças como: câncer, derrame, infarto, problemas pulmonares, entre outras.  Para a saúde bucal, o tabagismo também é extremamente prejudicial. Esse vício aumenta o risco de câncer de boca, leucoplasia e doenças periodontais, além de interferir no sucesso de alguns tratamentos como implantes, prejudicando a osseointegração, e no tratamento das doenças periodontais.

    A saúde bucal de um fumante é mais frágil do que a do não fumante devido à diminuição das defesas do organismo, além de dificultar o processo de cicatrização, o que interfere na recuperação de alguns tratamentos odontológicos como raspagem, cirurgias periodontais e osseointegração de implantes dentários.

    Gengivas e dentes escuros
    O cigarro estimula a produção de melanina na área da boca causando manchas nas gengivas dos fumantes. Nos dentes, os componentes do cigarro ajudam a placa bacteriana, que inicialmente é incolor, a se

    Saiba mais »de Efeitos do cigarro na saúde bucal
  • Menopausa pode causar aumento de problemas bucais (Foto: Getty Images)

    A menopausa acontece aproximadamente aos 50 anos de idade, em algumas mulheres pode ocorrer de forma precoce antes mesmo dos 45 anos. Essa fase se caracteriza pela diminuição do hormônio estrógeno, aumento da transpiração, aumento da sensação de calor e aumento de problemas bucais que interferem no bem estar da mulher.

    Em relação aos problemas na saúde bucal os mais comuns são: mau hálito, boca seca e doenças gengivais. Outros problemas menos comuns são: desgaste no esmalte dental, gengivas flácidas e alteração no paladar.

    Nessa fase, a mulher deve fazer um acompanhamento com profissionais especializados, minimizando esses sintomas da melhor maneira possível. A forma mais comum e eficiente é a reposição hormonal. Em relação à saúde bucal, os cuidados devem ser redobrados e as visitas ao dentista mais frequentes.

    Diversos fatores podem influenciar no fluxo salivar, os principais são: hidratação, jejum, tabagismo, uso de álcool, estímulos olfatórios ou gustatórios, ritmo circadiano,

    Saiba mais »de A menopausa pode interferir na saúde bucal?
  • Corrida Internacional de São Silvestre (Foto: Agência Brasil)

    A São Silvestre chega à sua 90ª edição em 2014, no tradicional dia 31 de dezembro. Engana-se quem pensa que os cuidados pré corrida são apenas físicos, a saúde bucal de um atleta também precisa estar em dia!

    Hoje em dia o nível dos atletas de ponta é muito parecido, todo detalhe em relação ao desempenho,  pode ser o diferencial para conquistar a vitória. Existe uma área da odontologia que visa melhorar o rendimento dos atletas, promovendo a saúde bucal e prevenindo possíveis lesões decorrentes de atividades esportivas, a Odontologia Desportiva.

    O atleta exige muito mais do seu físico do que uma pessoa comum. O cuidado com a sua saúde geral é intenso e a saúde bucal também entra nesse contexto. Existem estudos científicos que mostraram um aumento significativo de desempenho de atletas com a saúde bucal em boas condições em relação aos atletas que possuem algum tipo de problema bucal. Os mais comuns são:

    - Perda de um ou mais elementos dentários;
    - Problema no encaixe entre os dentes (má

    Saiba mais »de Cuidados inadequados com a saúde bucal podem afetar desempenho de atletas
  • Mudanças de hábitos são inevitáveis com o uso do aparelho (Foto: Getty Images)

    O aparelho ortodôntico é uma realidade comum na vida de muitos adolescentes. Por isso é frequente eles se depararem com questões sobre a mudança de hábitos com o uso do aparelho.

    Uma preocupação muito comum nesta idade é com o beijo. O aparelho vai machucar meu parceiro? Se o parceiro também estiver usando aparelho podemos nos enroscar? Meu beijo vai piorar?

    Nos primeiros dias após a instalação do aparelho pode haver algum desconforto. Geralmente, nos três primeiros dias os dentes se apresentam mais sensíveis se pressionados, causando dor na hora do beijo, mas passando a fase de adaptação, a dor nos dentes melhora e não haverá mais esse desconforto.

    O parceiro não perceberá mudança na hora do beijo, mesmo porque o aparelho está fixo nos dentes, o que poderá ocorrer é algum ferimento leve na boca do usuário se o beijo for com muita empolgação. Portanto, a recomendação é que nessa hora é importante ter um pouco mais de cuidado.

    Não se preocupe! Se o parceiro também estiver usando aparelho

    Saiba mais »de Aparelho ortodôntico pode atrapalhar na hora do beijo?
  • Atenção, sistema imunológico da criança não é igual ao do adulto (Foto: Getty Images)

    Essa é uma pergunta que deve intrigar muitas mães nos cuidados com o bebê. O ato de usar o mesmo talher, limpar a chupeta da criança com a boca, beijar nos lábios ou assoprar a comida para esfria-la são atitudes comuns, mas é importante ficar atento aos riscos que atos simples como estes podem acarretar ao seu bebê.

    A cárie é uma doença provocada pelas bactérias existentes na boca. Quando a mãe, ou quem cuida do bebê, usa a mesma colher, assopra a comida ou beija a criança, pode haver transferência de saliva, que contêm bactérias. Porém, a cárie é uma doença multifatorial, ou seja, depende de alguns fatores em conjuntos para ocorrer, como:

    - Dieta: é determinada pela ingestão de carboidratos, presente no açúcar, bolachas e doces, entre outros.
    - Suscetibilidade: pode ser determinada por fatores extrínsecos e intrínsecos. Extrínsecos são os de estrutura sociocultural, como ambientais e locais. Já os intrínsecos têm como exemplo aspectos hereditários e imunológicos.
    - Microrganismos:

    Saiba mais »de Mães podem passar cárie para o bebê?
  • Não se deve emprestar a escova de dentes para ninguém (Foto: Getty Images)

    Existe um ditado popular que diz: “escova de dente não se empresta”. Como todo ditado tem uma razão, o motivo deste são os riscos envolvidos por causa de bactérias, vírus e fungos que podem se alojar na escova.

    A escova dental é o principal instrumento de higiene dental, ela remove a placa bacteriana através do atrito de suas cerdas nos dentes, gengiva e língua do indivíduo. Existe um contato íntimo com as bactérias da boca, com fungos que possam existir na mucosa ou língua e também alguns vírus. Se a pessoa apresentar  doenças  transmitidas através da saliva, como gripe, resfriado, hepatite, mononucleose e outras, pode ocorrer contaminação cruzada.

    Não existe exceção, como mãe e filho. A criança não possui a mesma resistência imunológica que um adulto e essa troca pode prejudica-la. Além da escova, outra maneira de prejudicar a criança é assoprar a comida para esfria-la e depois dar a comida na boca do bebê. Com esse ato, micro gotas de saliva atingem o alimento.

    A escova deve ser

    Saiba mais »de Emprestar a escova de dentes traz riscos para a saúde

Paginação

(102 artigos)

COLGATE NO FACEBOOK

Enquete Yahoo!
Carregando...
Opções de escolha da enquete