Preliminares

Traição: a segunda chance pode ser a melhor solução

Giovana e Gagliasso reataram após traição. (Foto: AgNews)Relacionamento, confiança, traição, desentendimentos e obstáculos que parecem intransponíveis. Isso não acontece só no seu namoro/casamento. Isso acontece na vida de todo mundo, algumas com todos os ingredientes e outras com apenas alguns, mas acontece. Até na vida dos famosos, que parecem tão perfeitos diante das câmeras.

Em 2012, o casal Giovana Ewbank e Bruno Gagliasso passaram por uma experiência que ninguém gostaria. Ele tinha tido um caso quando já era casado com Giovana e corria a fofoca de que Bruno poderia ter engravidade a moça em questão. Ele assumiu tudo.

Leia também:
Traição: perdoar ou seguir a vida sozinha?
Preliminares responde: traição com prostituta é diferente?
Kristen Stewart e Robert Pattinson, da saga Crepúsculo, reataram o namoro*

Como se não bastasse descobrir a traição, Giovana recebeu todas as notícias juntas. Ela havia sido traída. Ele poderia ser pai do filho de outra mulher. O mundo desabou em suas costas, assim como seria com qualquer pessoa.

Durante meses ela chorou as mágoas e pensou em todos os pontos do relacionamento. Colocou na balança e percebeu que não queria viver sem Bruno. Ele fez o mesmo e notou que, apesar de ter errado, ainda queria construir uma vida ao lado de Giovana. Eles voltaram.

É claro que muita gente diz que é uma grande besteira dar uma segunda chance, mas só entende quem passa pelo problema. “Eu traí meu marido, contei tudo pra ele e ficamos separados por meses até que eu entendesse que era ele quem eu queria ao meu lado”, explica Bruna*, casada há três anos.

O motivo das traições são inúmeros, mas grande parte das pessoas quer mesmo é fugir dos problemas conjugais, da rotina do relacionamento e mergulhar em um mundo novo, cheio de descobertas e desejos ainda não realizados.

Marcelo* fica sempre com a mesma garota e acabou beijando outra mulher depois de uma festa. A novidade, o bom papo e a química foram os “culpados” da vez. Depois de muito pensar, ele resolveu abrir o jogo. “Melhor que ela se magoe com a minha sinceridade do que com minha desonestidade. Espero ter coragem de falar e espero que dê tudo certo”.

Coragem. Quem tem coragem de assumir uma traição pelos motivos certos? Só quem se importa com a outra pessoa. É claro que muita gente assume uma traição para tirar o peso das suas costas, jogar a culpa para cima e seguir em frente, mas dá pra sentir quando a pessoa conta porque está arrependida e pretende mudar a vida dos dois.

Dar uma segunda chance é algo que só você pode decidir fazer. Tudo depende de como você vai se relacionar com aquilo, se vai conseguir esquecer e continuar criando um mundo de vocês. Caso você não consiga, é melhor nem esquentar a cabeça tentando, não há nada pior do que dormir com o inimigo, ainda mais consciente disso.

Escolher pela nova tentativa é corajoso, trabalhoso e pode ser extremamente gratificante. Antes da decisão, o melhor é se afastar da pessoa, respirar fundo, pensar sozinha e não ouvir muitas opiniões por aí, já que só você sabe as dificuldades do relacionamento e os pontos positivos.

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda para mim no preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio)..

Sobre Carol Patrocínio

Jornalista, passou por revistas impressas e pelos maiores portais do país. O interesse por escrever sobre sexo, comportamento e relações surgiu ao notar que essas informações poderiam melhorar a autoestima das mulheres e a percepção de si mesmas. Acredita que, muito mais do que prazer, sexo é autoconhecimento. Carol escreve no Preliminares desde dezembro de 2011.

Siga o Yahoo Entretenimento