Preliminares

Sexo oral, por que eles fogem disso?

Todo homem gosta de sexo oral. Ok, pode ser que nem todos gostem, mas a esmagadora maioria me permite generalizar. Nunca vi ninguém falando sobre o cara que não deixou uma garota dar um descidinha. Eles realmente amam RECEBER sexo oral.

Na hora de fazer muitos desses mesmos homens não se mostram nem um pouco interessados. Você fica ali, torcendo pra que o beijo na barriga continue um pouco mais e ele simplesmente sobe na velocidade da luz. Como pode isso? Por que eles fogem tanto desse momento?

Existem vários motivos, mas o mais frequente deles é: homem é fresco. Isso mesmo. Estou dizendo com todas as palavras que muitos homens fogem do momento de fazer sexo oral em você porque sentem nojinho de colocar a cara ali.

É claro que nem todos têm o mesmo motivo, mas é por isso que você tem que ficar preparada para tudo estar perfeito e ele não ter como dizer não. Se ele não vai até lá, você pede ou vai até ele.

Cheiro
Sim, o cheiro dali é característico. Não é perfume — por mais que tenham feito um perfume com ele -, mas também não é ruim. É só um cheiro que ele não sente todo dia.

Se você cuida direitinho da sua higiene não tem porque ficar preocupada, achando que tem algo errado com seu corpo. Em alguns momentos do ciclo menstrual pode parecer que existe um certo odor, mas é apenas seu corpo se preparando para a menstruação. No mundo animal é sinal de sucesso (mas se você ainda tem alguma dúvida sobre isso, procure um ginecologista e tire a prova).

O que você deve se perguntar quando o bonito não desce lá é: se ele gosta tanto da coisa, qual o problema dele?

Gosto
Não adianta achar que vai encontrar gostinho de chiclete, porque as coisas não são assim. Da mesma forma que sentimos o gosto dele, ele tem que sentir o nosso. Não tem como evitar, não tem como mudar as coisas. Mesmo com as tais camisinhas para língua o gosto está ali, então não tem o que fazer.

Existem algumas essências, sabonetes íntimos e artefatos para facilitar as coisas pra ele. Mas lembre-se que essa é uma escolha só sua.

Umidade
Homens adoram dizer por aí que a garota ficou "molhadinha" por causa dele — prova disso é quantas vezes a palavra aparece em sites pornográficos, contos eróticos e resumo de filmes -, mas quando ele dá de cara com a 'umidade' não sabe como lidar com ela.

A diferença do corpo do homem e da mulher é enorme. O órgão masculino é externo, enquanto o nosso é bem escondido. Para ajudar o bonito é legal conversar, tocar, sentir e então pedir, com todas as letras para que ele tente.

Canalhice
Esse tipo é o cara que acredita que está fazendo um favor transando com você. Ele acha que só por tê-lo ali você deveria chegar ao orgasmo, visto que ele é incrível. Ele não vai fazer sexo oral, vai pular as preliminares, gozar séculos antes de você e ainda dizer por aí que você é ruim de cama.

Com esse tipo a gente já sabe o que fazer, certo? Pé na bunda!

É uma troca?
É sempre bom lembrar que sexo é uma troca, o que não quer dizer que você não vai fazer sexo oral porque ele não faz. Se você gosta, deve fazer, já que isso dá prazer a você. Se não gosta, assim como ele, não deve se esforçar.

Tenha em mente que você dá o que recebe e uma empurrada na sua cabeça pode ser muito bem ignorada — aliás, quem disse que isso é legal? Credo! -, assim como ele faz com suas demonstrações de estar interessada em que ele continue descendo os beijos.

Não tenha vergonha de falar que ele pode fazer isso ou aquilo, de dar dicas e descobrirem juntos a melhor maneira do momento ser bom para os dois. Não abra mão do gato, mas também não deixe seu prazer como o último item da lista de prioridades.

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda pra mim no preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio).

Sobre Carol Patrocínio

Jornalista, passou por revistas impressas e pelos maiores portais do país. O interesse por escrever sobre sexo, comportamento e relações surgiu ao notar que essas informações poderiam melhorar a autoestima das mulheres e a percepção de si mesmas. Acredita que, muito mais do que prazer, sexo é autoconhecimento. Carol escreve no Preliminares desde dezembro de 2011.

Siga o Yahoo Entretenimento