Preliminares

Preliminares responde: “Eu não sei fazer sexo”

"Por mais incrível que possa parecer, eu não sei fazer sexo! Já tive alguns parceiros, porém não me sinto preparada, ou parece que não sei o que fazer quando estou com alguém em um quarto e, mesmo que já tive relações sexuais, eu só lembro de ter sentido algo com um os demais... aff! Não me lembro de sentir nada. Já pensei até em contratar um profissional do sexo, mas acho que me sentiria sendo abusada por estar pagando para aprender algo que deveria ser simples. O que eu faço Carol? Me dá uma luz por favor"

Esse é um daqueles problemas causados por todos esses manuais que as pessoas insistem em dizer que funcionam. Não há mil maneiras de enlouquecer um homem. Não dá pra surpreender ninguém todo dia ou ter prazer fazendo malabarismos e tentando ser sexy ao mesmo tempo.

Leia também:
Falta de libido? Mude isso já!
Intimidade: o que é isso, afinal?
Beijo: ele não pode faltar no relacionamento

Sexo é algo natural, que deve ser feito com intimidade, naturalidade e, acima de tudo, vontade e tesão. De que adianta ir a um restaurante do tipo "Como o quanto puder" se você não está com fome? Sexo é igual. De que adianta estar num quarto com um cara incrível se você não se sente atraída?

A partir do momento que você entende isso, o primeiro passo foi dado. Agora é hora de se conhecer. Eu sempre falo sobre isso aqui, muita gente acha besteira, diz que parece obrigação, mas é só uma maneira de auto-conhecimento: masturbe-se!

Se você não conhece seu corpo, não entende como sente prazer, tem como ajudar alguém a dar esse prazer a você? Impossível, né! Ninguém vai conseguir deixá-la a vontade, tranquila e excitada se você não estiver consigo mesma.

Uma das coisas mais importantes que você deve ter na cabeça é que todo mundo sabe fazer sexo. Você pode não saber fazer sexo como fulana ou ciclana fazem, mas você sabe o seu jeito de fazer — porque você é única, ainda mais nesse momento.

Depois de se conhecer e conhecer a pessoa com quem você vai dividir esse momento, é hora de sentir-se livre. Deixe a cabeça sem nenhum preconceito, sem certo e errado, sem objetivos fixos ou receita de felicidade.

Respeite seu corpo, seus limites e ajude a outra pessoa a fazer o que você gosta, mostre o caminho que você espera que a pessoa tome e guie-a. Deixe que a pessoa a guie também, e para isso é preciso intimidade, cumplicidade.

Vamos deixar bem claro que essa intimidade e cumplicidade funciona diferente para cada pessoa. Há quem consiga construir isso em uma paixão de 4 horas, há quem precise de 20 anos. Respeite seu tempo e seu estilo.

Respire fundo e acredite que tudo pode — e vai — dar certo se você se preocupar menos com o mundo que está fora do quarto do que com você mesma. Arrisque-se!

Ali em cima falei que os manuais não funcionam, né? Mas não resisti e criei onze passos para a felicidade. Ele serve para homens e mulheres e eu gostaria que você o seguisse à risca!

1 - Ame-se primeiro.
2 - Conheça-se.
3 - Investigue seu corpo, toque cada parte dele.
4 - Não tenha pressa para chegar ao orgasmo.
5 - Curta cada pequeno prazer.
6 - Conheça o corpo da pessoa que está vivendo esse momento com você.
7 - Sinta-se à vontade.
8 - Teste coisas diferentes.
9 - Não julgue a si ou aos outros.
10 - Divirta-se.
11 - Não se cobre.

Depois de fazer tudo isso, pode ter certeza que o orgasmo vai ser consequência. ;)

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda pra mim no preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio).

Sobre Carol Patrocínio

Jornalista, passou por revistas impressas e pelos maiores portais do país. O interesse por escrever sobre sexo, comportamento e relações surgiu ao notar que essas informações poderiam melhorar a autoestima das mulheres e a percepção de si mesmas. Acredita que, muito mais do que prazer, sexo é autoconhecimento. Carol escreve no Preliminares desde dezembro de 2011.

Siga o Yahoo Entretenimento