Preliminares

O que deixa uma mulher excitada?

A maneira de tocar uma mulher é única. (Foto: iStock)Muito se ouve sobre a diferença na excitação de homens e mulheres. Dizem que os homens são visuais e as mulheres não. Que os homens não precisam de muito para se excitar e as mulheres precisam de uma grande dedicação para que algo aconteça em seu corpo.

Bom, isso não é verdade. Mulheres e homens respondem aos mesmo estímulos. Nosso corpo funciona da mesma maneira, mas com algumas especificidades. E tudo isso tem muita ligação com papeis sociais, cobranças e o que nos é ensinado.

Leia também:
É normal ter tesão durante a menstruação?
Orgasmos múltiplos: mito ou verdade?
Sexo faz bem apenas para homens?

Mulheres se excitam com os mesmos estímulos, porém precisam ter um parceiro que admirem, estar bem mentalmente, seguras consigo mesmas e em relação a decisão de fazer sexo. Já homens são ensinados que não devem pensar muito, apenas curtir o momento.

A brochada e a ejaculação precoce do homem são como a falta de tesão da mulher. Elas acontecem, em grande parte dos casos, por questões emocionais. A diferença é que a mulher nem deixa as coisas começarem, mas o homem sente a cobrança social e segue em frente mesmo sem estar 100% bem.

Mas falando especificamente de zonas erógenas, que pode ser representada pelo corpo inteiro, já que onde há terminação nervosa pode se sentir algo, as mulheres têm três pontos bastante conhecidos e estratégicos – e que se materializam de maneiras diferentes no cérebro.

Os estímulos mais comuns nas mulheres são na vagina, no clitóris e nos seios. Cada uma dessas partes do corpo é ligada a área do cérebro. Os estímulos no clitóris e vagina atingem áreas diferentes – anteriormente acreditava-se ser a mesma área – e os seios acendem duas áreas diferentes, o que pode responder questões sobre como mulheres conseguem chegar ao orgasmo apenas com a estimulação dessa área.

A maneira de tocar uma mulher é única. Isso só será aprendido e descoberto com muitas tentativas e brincadeiras sexuais. E nem sempre será da mesma maneira para mulheres diferentes. Participar do momento de prazer de uma mulher exige entrega e não se relaciona nada bem com a pressa.

E sobre a lenda de que mulheres não têm tanto desejo sexual quanto os homens? É uma lenda! Estudiosos já apontaram que a diferença é que os homens são estimulados a vivenciar sua sexualidade o tempo todo e mulheres são incentivadas a reprimir isso.

Para uma mulher ter mais desejo ela precisa estar em contato com o seu eu sexual, pensar em sexo durante o dia, planejar atividades sexuais e tirar um tempo para, sem interferências, estar consigo mesma e conhecer seu corpo e sua mente, com um foco totalmente sexual.

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda para mim no preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio).


Sobre Carol Patrocínio

Jornalista, passou por revistas impressas e pelos maiores portais do país. O interesse por escrever sobre sexo, comportamento e relações surgiu ao notar que essas informações poderiam melhorar a autoestima das mulheres e a percepção de si mesmas. Acredita que, muito mais do que prazer, sexo é autoconhecimento. Carol escreve no Preliminares desde dezembro de 2011.

Siga o Yahoo Entretenimento