Preliminares

É possível soltar ‘pum’ pela vagina?

Você já passou por essa situação? (Foto: iStock)Imagine essa cena: você acabou de fazer um sexo incrível, está exausta e feliz, deita ao lado do gato e, de repente, escuta um barulho de gases. E esse barulho vem de você! Na hora seu rosto fica vermelho e a única coisa que você consegue fazer é pensar por que aquilo está acontecendo e rezar para que, pelo menos, não tenha cheiro nenhum.

Você acha que isso não acontece? Pois saiba que é algo bastante comum, dependendo da posição que vocês acabaram de fazer. Ah, e não é um pum, é apenas seu corpo soltando o ar que entrou, nada demais.

Leia também:
Sexo é bom e faz bem à saúde
Como deixar claro que você está interessada
As mentiras mais comuns no relacionamento

É claro que o barulho assusta e deixa todo mundo naquele momento sem saber como agir, mas nessa hora você pode explicar para ele como funciona o corpo feminino, no maior estilo Mundo de Beakman sensual.

A explicação é simples: o ar preenche todas as áreas livres do mundo. Quando sua vagina não está abrigando um pênis, dedos ou absorvente interno, por exemplo, ela está repleta de ar. Algumas vezes, a entrada do pênis não permite a saída do ar, que fica ali quietinho, espremido num canto. Mas assim que ele arruma um jeito, ele sai, afinal duas coisas não podem ocupar o mesmo espaço. Na hora em que ele está saindo é que acontece o barulho. Pode ser durante o sexo ou depois dele.

Você, nesse momento, tem duas opções: morrer de vergonha ou lembrar que sexo é feito de barulho, suor, fluídos e cheiros. Se você optar pela primeira, o gato nunca vai saber como funciona o corpo feminino e vai continuar acreditando que aquilo foi um punzinho. Se optar pela segunda, além de mostrar que você tem total conhecimento sobre seu corpo, pode dividi-lo com o bonito e ainda propor um segundo round pra ver se o ar não vai querer participar da brincadeira novamente.

Você tem alguma dúvida sobre sexo? Manda para mim no preliminarescomcarol@yahoo.com.br e siga-me no Twitter (@carolpatrocinio).a

Sobre Carol Patrocínio

Jornalista, passou por revistas impressas e pelos maiores portais do país. O interesse por escrever sobre sexo, comportamento e relações surgiu ao notar que essas informações poderiam melhorar a autoestima das mulheres e a percepção de si mesmas. Acredita que, muito mais do que prazer, sexo é autoconhecimento. Carol escreve no Preliminares desde dezembro de 2011.

Siga o Yahoo Entretenimento