Mãe de Salto Alto

Vacina de HPV também para meninos!

Getty Images - ThinkstockOi, gente!

Tratei aqui, dia desses, sobre a vacina de HPV. Falei sobre a importância de mães e pais de meninas que fazem parte da faixa etária alvo da campanha (de 11 a 13 anos) se informarem sobre o assunto e permitirem que suas filhas sejam imunizadas em postos de saúde ou nas escolas. Dei números chocantes (em 2011, 5.160 mulheres morreram em decorrência dessa doença, o terceiro câncer mais comum entre as brasileiras, atrás dos tumores de mama e colorretal). Mas não me ocorreu algo importantíssimo: os meninos também deveriam ser vacinados!

Quem chamou minha atenção para esse fato foi a minha amiga e colega de profissão Rita Lisauskas, mãe do Samuel. Ela também tem um blog bem legal sobre os desafios de ser mãe (padecernainternet.com) e, nele, falou sobre a eficácia da vacina entre crianças e adolescentes do sexo masculino.

Pois bem, a partir dos 9 anos os meninos podem sim ser vacinados para prevenir condilomas genitais e lesões precursoras de pênis e ânus. Aliás, a porcentagem de homens com a DST é enorme: 50% deles estão infectados pelo HPV, mas a maioria das infecções é transitória, sendo combatida pelo sistema imune e regredindo entre seis meses a dois anos após a exposição ao vírus. Talvez por isso, a vacina não esteja prevista para eles e quem se interessar deva preparar o bolso. Cada dose da custa entre 320 a 350 reais (e eles também devem receber três doses).

Segundo o Inca, "em tese se os homens forem vacinados contra o HPV as mulheres estariam protegidas através de imunidade indireta ou de rebanho, pois o vírus é sexualmente transmissível. Entretanto, estudos que avaliaram o custo-efetividade das vacinas para a prevenção do câncer do colo do útero através de modelos matemáticos mostraram que um programa de vacinação de homens e mulheres não é custo-efetivo quando comparado com a vacinação exclusiva de mulheres".

Beijos
Pati


Festa Junina

Patricia Maldonado

Patrícia Maldonado, 39 anos, é mãe de Nina e Maitê, além de esposa, filha, dona de casa e apresentadora de TV (atualmente ela está na Band). Ufa! Apesar de parecer que a vida dela é um caos, dá tudo certo no fim! No blog Mãe de Salto Alto, Patrícia escreve sobre os desafios da maternidade, repercute notícias sobre o tema e fala de suas experiências como mãe. O objetivo é trocar ideias! Um bate-papo virtual.