Mãe de Salto Alto

Fantasia é roupa!

Soninho de super-herói. (Foto: iStock)
Oi, gente!

Com certeza você já se deparou com Brancas de Neve, Cinderelas, Belas Adormecidas e Sininhos no supermercado, certo? E o que dizer dos Ben 10, Super Homens, Hulcks e outros super heróis masculinos? Já cruzou com alguns deles recentemente, né?

Não, eu não estou maluca não! Estou falando de uma coisa maravilhosa que as crianças fazem: usar fantasias de seus personagens favoritos! Me lembro que antes de ficar grávida eu me divertia quando encontrava crianças fantasiadas em qualquer lugar que fossem, até nos mais improváveis, como no médico ou na farmácia. Eu pensava: quando eu tiver filhos vou incentivar isso!

Esse dia chegou! Nina fez dois anos e pediu a festa da Minnie. "Minnie rosa, mamãe, a outra não serve!", disse a mandona mirim. Trouxe duas tiaras pra ela usar no dia. Uma mais simples e outra com luzinhas, brilhava no escuro, mas mais pesada. Preciso dizer qual ela escolheu?

Um dia desses ela ganhou outra fantasia de uma amiga. Dessa vez da Minnie vermelha. Não se fez de rogada. "É vermelha, mas eu gostei", e saiu desfilando pelo condomínio onde moramos.

Semana passada teve um dia em que as crianças puderam ir de fantasia à escola. Inventei de provar na véspera uma da Cinderela, do aniversário de um ano. Resultado: quase dormiu com ela, apesar de ser desconfortável e cheia de brilhos. Quem se importa? O importante é estar bonita! E se saiu com essa: "só vou ao supermercado se for de princesa!". Fomos. Ela arrasou. Foi o centro das atenções. De minha parte fiquei curtindo os olhares, o jeitinho dela, imaginando o que se passava naquela cabecinha.

No dia seguinte fui a uma feira de crianças. Voltei pra casa com mais duas fantasias. O pai perguntou: "mas você não ía comprar coisas para o dia a dia, mais úteis?". Minha resposta não poderia ser outra: "tem coisa mais útil do que fantasia?". Pra uma criança eu tenho certeza que não! Tanto acredito nisso que comprei peças iguais para a Maitê! Se elas não forem crianças agora, quando serão?

Ah! As fantasias delas são de duas marcas que vendem pela internet, dê uma olhada que vale a pena: tchungamarepunga.com.br e pacoca.com.br.

Beijos,

Pati

Sobre Patrícia Maldonado

Patrícia Maldonado, 37 anos, é mãe de Nina e Maitê, além de esposa, filha, dona de casa e apresentadora de TV (atualmente ela está na Band). Ufa! Apesar de parecer que a vida dela é um caos, dá tudo certo no fim! No blog Mãe de Salto Alto, Patrícia escreve sobre os desafios da maternidade, repercute notícias sobre o tema e fala de suas experiências como mãe. O objetivo é trocar ideias! Um bate-papo virtual.

Siga o Yahoo Entretenimento