Mãe de Salto Alto

Bullying é crime?

Oi gente! Se vocês são como eu, lêem jornais todos os dias, devem estar cansados de ler sempre as mesmas notícias e não ver solução pra quase nada...pois é assim quando assunto é bullying.

Todos os dias crianças e adolescentes são agredidas verbal e fisicamente nas escolas e nada acontece. Ninguém é punido, as escolas se defendem dizendo, muitas vezes, que as agressões aconteceram do lado de fora do portão, e a maioria dos pais não se responsabiliza pelos filhos violentos.

Tudo isso é muito triste quando a criança fica com vergonha de ir a escola, quando vira piada entre os amigos mas, quando a vítima vai parar no hospital não é mais triste, é revoltante!

Foi isso que aconteceu há umas duas semanas em Campinas, interior de São Paulo. Um caso grave de violência escolar. Um menino de 12 anos foi espancado por um grupo de colegas e foi internado na UTI de um hospital. Ficou lá 13 dias e saiu do hospital traumatizado.

A direção da escola se defendeu dizendo que a briga, entre os mais de dez alunos e a vítima, aconteceu do lado de fora da escola (a desculpa é sempre a mesma) e que, por isso, não responsabilizava. Disseram também que os pais seriam chamados e orientados a conversar com os filhos. Como é? O menino quase morreu e nenhuma outra medida vai ser tomada? É isso mesmo!

Será que ninguém da escola poderia ter evitado essa tragédia? Será que esses alunos não davam mostras de que a situação chegaria nesse ponto? Será que o fato de ter acontecido na saída da aula exime a direção da escola da culpa? Será que os alunos agressores não deveriam ser expulsos e arcar com punições da lei? Será que os pais não deveriam ter sido chamados antes para uma conversa e, no caso dos pais dos agressores, serem responsabilizados pelos atos dos filhos?

Sobre os pais, aliás,  tenho outras dúvidas: será que a vítima nunca sinalizou que estava com problemas na escola? Será que os pais não poderiam ter cobrado providências da direção da escola antes? Será que nós ouvimos tudo que nossos filhos tem pra dizer...?

Questiono também a lei, já que bulling não é crime. Como assim? Quer dizer que uma criança agredida quase até a morte na escola não é crime? Então não sei de mais nada...

O que eu sei é que alguma coisa tem que ser feita pra que casos como esse não se repitam mais. Não dá pra ler todos os dias no jornal que uma criança apanhou na escola porque é gordinha, magrinha, negra, branca, abóbora, azul, porque usa óculos, aparelho nos dentes, ou porque é tímida. A mudança depende da gente. Devemos cobrar sim uma postura das escolas. Devemos cobrar sim uma mudança na lei. Ficar parado é que não dá. Só nas delegacias de Campinas são registrados 4 casos de bulling em escolas por mês. Não tem cabimento.

Nos EUA onde, segundo pesquisa, 13 milhões de jovens sofrerão abusos em escolas esse ano, a campanha antibullying ganhou força com o documentário lançado esse mês, chamado "Bully" (sem previsão de estréia no Brasil). Nele o foco são as vidas de cinco adolescentes que sofrem abusos.

Será que vamos ter que chegar nesse ponto pra nos conscientizarmos do tamanho desse mal? Espero que não.

Beijos
Pati

Sobre Patrícia Maldonado

Patrícia Maldonado, 37 anos, é mãe de Nina e Maitê, além de esposa, filha, dona de casa e apresentadora de TV (atualmente ela está na Band). Ufa! Apesar de parecer que a vida dela é um caos, dá tudo certo no fim! No blog Mãe de Salto Alto, Patrícia escreve sobre os desafios da maternidade, repercute notícias sobre o tema e fala de suas experiências como mãe. O objetivo é trocar ideias! Um bate-papo virtual.

Siga o Yahoo Entretenimento