As melhores plantas para sua casa

Não importa se você mora em um lugar espaçoso ou um pequeno apartamento: há opções para enfeitar naturalmente os seus espaços

Saiba a melhor forma de ter plantas em casa!

As plantas estão cada vez mais presentes na decoração de todo tipo de espaço; não há quem não deseje ter um exemplar enfeitando sua casa ou apartamento. Elas são especialmente procuradas no fim de ano, quando podem enfeitar mesas de Natal ou Ano Novo e deixar os ambientes mais agradáveis para receber as várias visitas.

Ao decidir colocar a planta em sua casa, porém, é preciso cuidar para evitar o aparecimento de insetos que podem ser atraídos por elas. Segundo a paisagista e arquiteta Daniela Sedo, a manutenção mensal do jardim pode controlar as pragas mais comuns, que incluem cochonilhas, fungos e pulgões, além de insetos como formigas e lagartas, que se alimentam das folhas. "O melhor é sempre consultar um agrônomo", explica. "Para cada tipo de praga existem produtos químicos e receitas caseiras específicas."

Apartamento x Casa

Quem tem varanda no apartamento pode explorar mais espécies de planta do que quem só dispõe de áreas internas. "Nas varandas, podemos usar as espécies de sol, que têm o crescimento mais acelerado", diz. "Podemos usar também o Bálsamo, que pode ser cultivado na varanda mesmo que não bata sol, pois ele é uma espécie resistente tanto à sombra quanto ao sol".

Fora da varanda, o melhor espaço costuma ser a sala, já que é o maior cômodo dos apartamentos. A dica de Daniela é não encostar a planta na parede, já que as folhas precisam de espaço.

Para enfeitar as mesas de centro ou de jantar, a paisagista explica que o ideal é escolher plantas mais delicadas e sensíveis. Como elas não toleram muita umidade, coloque água no prato dos vasos uma vez por semana. "A terra que está no vaso ficará em contato com a água do prato e absorverá gradativamente a umidade, fazendo com que sua planta dure muito tempo, chegando a anos em alguns casos", diz. Se optar por uma orquídea, a regra é diferente: "Seu vaso pode ser colocado em baixo de uma torneira, em água corrente, por alguns segundos. Depois deixe o vaso escorrendo dentro da pia, até que pare de escorrer. Neste momento, sua orquídea já poderá retornar para o cachepot. Este procedimento pode ser feito uma vez por semana e, quando ela estiver com flor, a cada 15 dias", explica a paisagista.

"Quem tem espaço pode explorar plantas mais volumosas, como as frutíferas jabuticabeiras e pitangas, palmeiras como a fênix e rabo de raposa, além das espécies de médio porte que florescem, como as ixoras e gardênias", conta a paisagista. Outra dica valiosa, na dúvida entre quais plantas precisam de sol e quais não, é que a maioria daquelas que têm flor deve ficar na luz — caso de primavera e gardênia, por exemplo — enquanto as de folhas e flores finas precisam de sombra, para não queimaram — caso dos antúrios, begônias, lírios e orquídeas.

Carregando...