Depilação na gravidez

A gravidez é um dos períodos de mais insegurança para a maior parte das mulheres. Fisicamente, trata-se de um fenômeno complexo, com o poder de modificar quase todas as partes do corpo feminino — inclusive o crescimento dos pelos. Por outro lado, é justamente essa a época em que se precisa tomar maior cuidado com os tratamentos estéticos.

A gravidez é, tipicamente, um momento em que aumentam a quantidade e a espessura dos pelos do corpo todo e do rosto. "Isso se deve às alterações hormonais próprias da gestação, que prolongam a fase de crescimento (conhecida como fasa anágena dos pelos e dos cabelos", explica a médica dermatologista Daniela Landim.

Esses hormônios já existem normalmente, mas suas taxas aumentam durante a gravidez — em todas as grávidas. "O estrogênio aumenta, e por isso os cabelos caem menos e se tornam mais volumosos", afirma Daniela. Mas isso significa também que os benefícios não estão restritos aos fios de cabelo — o volume aumenta em todos os pelos corporais.

Os pelos na linha do umbigo, usualmente bem escuros, aparecem devido ao aumento dos hormônios andrógenos. Conforme o nível deles volta ao normal, após o parto, os pelos desaparecem, garante a médica. É possível ainda que apareçam pelos em locais onde não havia antes, como o rosto — esses também param de crescer com o fim da gravidez.

Métodos seguros

Não há consenso sobre quais os métodos permitidos ou não para quem está grávida. Mas a maior parte dos médicos concorda sobre o seguinte: mesmo que não haja comprovação de que faz mal ao feto, métodos suspeitos ou que utilizam muita química devem ser evitados.

Entre as proibições estão descolorantes e cera. "Os descolorantes podem entrar na corrente sanguínea e intoxicar o feto. Já a cera é um método de arrancamento que pode levar a gestante a um parto prematuro por hiperestimular contrações", diz Daniela.

"Pela tendência a manchas é preciso evitar métodos que agridam a pele", explica o dermatologista Jardis Volpe. As manchas também são causadas pelos famigerados hormônios da gravidez — que estimulam os melanócitos. Portanto, evite a cera, método em geral mais associado a esse problema. Para os pelos que aparecem no rosto o melhor é apostar na pinça e na depilação com linha ou mola, que não agridem a pele e são livres de quaisquer produtos químicos.

Tudo sobre depilação No Facebook

Enquete Yahoo!
Carregando...
Opções de escolha da enquete