Depilação em casa: como fazer?

Além do buço

Manter a pele livre dos pelos indesejados pode ser uma tarefa bem trabalhosa e cara. Com o aumento de preços dos serviços, fazer depilação em centros de estética significa gastar mais na hora de pagar a conta. Mas se para economizar, é preciso depilar-se em casa, será seguro optar por essa alternativa mais barata?

De acordo com com Renata Moino, dermatologista da Clínica Essere (SP), a depilação realizada por profissionais pode ser adaptada para o ambiente caseiro, mas é preciso paciência e disciplina. "A cera, um do métodos mais populares em clínicas especializadas, pode ser difícil de ser aplicada em alguns lugares do corpo sem ajuda, por exemplo", explica. "O método mais fácil é indolor é a lâmina, mas seu efeito nada duradouro pode não compensar o investimento".

E com tantas opções, será que há métodos contraindicados para a manutenção em casa? Segundo a dermatologista Renata Domingues (RJ), nos Estados Unidos já existe depilação a laser para uso doméstico: "Como por aqui ainda não contamos com essa tecnologia, não há nenhuma contraindicação a depilação em casa, desde que a pessoa saiba o que está fazendo".

Isso quer dizer que, se a depilação caseira parecer que dura menos que a realizada por profissionais, o problema pode estar exatamente no momento da retirada dos pelos.

Segundo a dermatologista Kátia Lutfi (SP), se métodos depilatórios forem os mesmos, e realizados adequadamente, o efeito também deve ser o mesmo. "A duração da depilação vai depender da altura em que o pelo foi cortado na pele", explica. "O método mais indicado vai depender do tipo de pelo e da quantidade, e do quanto a pele sofre irritações, alergias e tendências a manchas. Os cremes são boas opções para quem não tem a pele sensível: são menos dolorosos que as ceras e duram mais que a depilação com lâmina". Os aparelhos depilatórios também são boas alternativas para quem quer manter a pele lisinha sem sair de casa, já que depois do investimento financeiro inicial, as máquinas mais modernas são de fácil manuseio e permitem um efeito duradouro.

Cuidados essenciais para a depilação caseira:

1) Higiene em primeiro lugar - não importa o método escolhido;
2) Use sempre lâminas novas e evite deixa-la largada no chuveiro por muito tempo, para que não oxide. O ideal é utilizar espuma de barbear para amolecer os pelos;
3) Antes de usar creme depilatório, faça o teste de alergia conforme as instruções da embalagem e nunca deixa mais tempo do que o aconselhado pelo fabricante;
4) Na depilação a cera, nunca reaproveite o produto para evitar contaminação bacteriana.
5) Use um creme calmante após depilação, sem perfume e sem álcool, para evitar alergias.

Dicas de Luisa Catoira, especialista em estética, para a depilação caseira com cera:

1) Para evitar que a pele seca, faça uso diário de hidratantes, mas é indispensável limpar a área antes da depilação. Evite passar óleos ou cremes hidratantes horas antes da depilação;
2) Para acalmar a pele, antes de depilar, faça a mistura de uma colher de fubá com a água, massageie bem, aplicando na área a ser depilada;
3) Lave com água e sabão e seque muito bem a pele antes da depilação para que bactérias que ficam na superfície não penetrem no tecido epitelial;
4) Nada melhor para retirar o produto do que um pedaço de pano de algodão, ao invés de tirar com papel;
5) Para um melhor resultado, puxe a cera no sentido contrário do crescimento dos pelos;
6) Uma vez concluída a operação, desinfete o local com um algodão embebido em álcool para evitar riscos de infecção, complementando com hidratante com filtro solar.

Tudo sobre depilação No Facebook

Enquete Yahoo!
Carregando...
Opções de escolha da enquete