Posts do blog de Sandra Maia

  • Não quero que ele saiba minha idade!

    "Estou envolvida com um homem 10 anos mais novo que eu. Aparentemente, todos pensam que temos a mesma idade, mas não temos. E eu não consigo dizer a ele a verdade. Não sei o que fazer. Na próxima semana, vou conhecer seus amigos e temo que essa questão seja posta na mesa."

    Leila, a sociedade hoje está tão mais tolerante, tudo está tão mais leve, que o melhor mesmo é dizer a verdade. E quanto antes, melhor.

    Uma mentira, ou uma inverdade, por menor que seja, tem o poder de nos aprisionar e de nos fazer criar outras mentiras piores e mais feias para preservar a primeira.

    E isso funciona como uma bola de neve. Começamos com algo quase sem importância e, quando nos damos conta, estamos lá, mentindo sobre questões essenciais para o sucesso da relação.

    Ou seja, toda mentira tem um custo, uma consequência. E, por isso, meu convite é: fale a verdade. Sempre que puder, fale a verdade. Não com a intenção de destruir, mas, sim, de construir.

    Imagine se fosse o contrário e você construísse um

    Saiba mais »de Não quero que ele saiba minha idade!
  • Disse que perdoei, mas não!

    São recorrentes e-mails como o da Karen que me escreveu esta semana. Casada, tem dois filhos do casamento. Há pouco, descobriu que seu marido tem, também, uma filha fora do casamento. E, então, para manter a família, fez de conta que perdoou. Mas sofre a cada dia. Sofre a cada vez que tem de falar sobre o tema, e isso tem sido frequente, ultimamente, até em função da garota, agora, com 12 anos, mesma idade do seu filho mais novo.

    São homens e mulheres que foram traídos, perdoaram, aceitaram mais ou menos, mas no fundo, no fundo, o que guardam é uma mágoa e um ressentimento terríveis que minam a relação.

    Ser traído já não é fácil.

    Primeiro, porque temos de olhar para dentro e aceitar que também contribuímos de alguma forma. Seja com a escolha, seja com o comportamento, seja por que motivo for. Depois, porque temos também de lidar com o parceiro arrependido que está lá, do nosso lado.

    Se tudo isso é complexo, imagine agora como lidar com os filhos? Os de dentro e de os de fora da

    Saiba mais »de Disse que perdoei, mas não!
  • É impossível ser feliz sozinho!

    Vinícius de Moraes, um romântico inveterado, afirmava aos quatro cantos: é impossível ser feliz sozinho! Já o psiquiatra Flávio Gikovate afirma exatamente o contrário, em entrevista à revista VEJA: "... os solteiros felizes levam hoje uma vida bem serena e sem conflitos. Quando sentem  uma sensação de desamparo... resolvem a questão sem ajuda... Os solteiros que não estão bem são geralmente os que ainda sonham com um amor romântico..."

    E você, o que pensa a respeito?

    Você sabe se cuidar quando está sozinho? Quer dizer, ter um grupo de amigos, ler um bom livro, ir a um cinema, escolher um bom restaurante, ter um hobby, gostar do que faz, gostar de si mesmo, ter sonhos, planos, existir? Ou é do tipo que lamenta não ter ninguém por perto e imagina: "puxa, só serei feliz o dia em que trouxer para minha vida um grande amor"?

    Na mesma entrevista o psiquiatra informa que, com base nos atendimentos que faz, só 5% dos casados são felizes. Por quê?

    Bem, nessas relações o que impera é a busca

    Saiba mais »de É impossível ser feliz sozinho!
  • Terminei meu namoro, mas agora quero voltar!

    "Eu já namorava havia um ano quando conheci o Roberto. Ele chegou e balançou meu coração e também meu relacionamento com o Paulo. Então, mesmo contra a vontade de Paulo, terminei o namoro, na esperança de viver uma história de amor com Roberto. Seis meses depois, não sei o que fazer. A história com o Roberto não passou de uma doce ilusão, e o pior é que agora eu sei que amo mesmo o Paulo. Não sei o que faço. Ainda não conversei com nenhum dos dois, pois temo ficar sem nenhum deles...".

    Que difícil toda essa situação! Difícil e, por incrível que pareça, muito comum nos dias de hoje. Primeiro, porque tenho a sensação de que alguns optam por um relacionamento como quem escolhe um objeto qualquer, ou pior, como quem escolhe o complemento ou o idêntico. E, nesses casos, tudo fica parecendo impossível e, em alguns casos, descartável. Depois porque, como não sabemos exatamente o que queremos, ficamos assim, sem rumo. Pulando de uma relação para outra, achando que isso é viver.

    Por isso é

    Saiba mais »de Terminei meu namoro, mas agora quero voltar!
  • Por que não consigo um namorado?

    "Sou solteira, tenho 29 anos e moro atualmente em Porto Alegre, em razão do meu trabalho. Toda a minha família é de São Paulo. Sou do tipo romântica que acredita em príncipe encantado. Sonhadora, perfeccionista e bem-sucedida profissionalmente. No quesito amor, entretanto, não tive sorte. Sinto-me frustrada. Os poucos namorados que tive não vingaram. E, o pior, agora virei alvo de homens casados. Quero dizer, mal casados. Eles vivem no meu encalço para uma aventura extraconjugal. Preciso entender por que continuo a atrair esse tipo de homem e por que não consigo uma relação saudável, duradoura, perene".

    Luciana, a resposta para você começa com a mudança da pergunta. Primeiro, o que faz, consciente ou inconscientemente, com que você atraia esse tipo de homem "errado" e não o tipo "certo"? O que a faz acreditar em príncipe encantado? O que a faz permanecer frustrada? O que a faz permanecer só quando seu desejo é encontrar um par?

    Lendo seu e-mail, dá para ter algumas pistas. Sonhadora:

    Saiba mais »de Por que não consigo um namorado?
  • Mulher nota 10!

    "Boa-tarde! Vou direto ao ponto. Quero que me ajude a compreender por que me incomoda tanto a cobrança, que beira a chantagem emocional, para que eu seja NOTA 10.

    Por que o outro não pode me aceitar exatamente como sou, ou melhor, estou? Não quero mais ser 10, não quero atender meu parceiro em todas as suas necessidades. Eu quero namoro, ele quer sexo. Eu quero ser cortejada, ele quer ação. Eu quero carinho, ele quer agressão. Eu quero amor, ele quer tesão. Estou numa fase de transformação. Já não sou tão jovem e quero sossego...".

    O que você diria a Tarsila? O que diria a ela? Deixar de ser 10? Encostar e morrer? Esquivar-se a todo momento do marido? Fazer de conta que não é com ela? Não se incomodar com a cobrança? Sair do jogo?

    Então, meu convite a Tarsila não passa nem perto dessas questões. Acho que tudo é mais profundo e precisa de compreensão. Primeiro, nascemos para evoluir, nos transformar, ser cada dia melhores. Então, por que não ser NOTA 10? Por que não ser a melhor?

    Não

    Saiba mais »de Mulher nota 10!
  • Meu namorado tem filhos (2), a missão!

    Há alguns meses escrevi sobre o caso de uma amiga que tem um namorado com três filhos, e que nunca tinha tempo para ficar só com ela.

    Hoje vou retomar essa reflexão.

    Primeiro, se ele tem filhos, o filho veio primeiro, certo? Então é natural que ele seja sua prioridade absoluta. Aliás, um amigo sempre me diz: "Prioridade é sempre uma! Não dá para sair por aí com duas, três, quatro prioridades...". O resultado é que não fazemos nada direito se tentamos agir dessa forma para acomodar tudo. Não dá! De repente, nós vamos ter de escolher um ou outro e, nessa situação, ganha sempre a família...

    Logo, se você tem um(a) namorado(a) que tem filhos e decide colidir com as crianças, com críticas e implicações nem sempre construtivas, saia da relação o quanto antes! Se resolver ocupar o lugar da mãe, sendo que eles têm mãe, pior ainda. A fama de madrasta é reconhecida em todo o planeta. Uns dizem que a imagem é injusta e outros, nem tanto. Fato é que toda a mídia contribui para que assim seja. Por

    Saiba mais »de Meu namorado tem filhos (2), a missão!
  • 2012 está chegando!!!!

    E, então, você já fez seu plano pessoal para 2012?

    As empresas começam a fazer seu planejamento em setembro do ano anterior. E nós?!

    Vamos lá! Faltam poucos dias para o que vem de novo!

    Por isso, não perca tempo.

    Se está só, faça seu plano. Se está acompanhado faça seu plano e compartilhe ou, se puder, convide o outro para fazê-lo junto com você: o plano do casal. Lembre-se de ter também objetivos em comum, objetivos da união.

    Na verdade, isso deveria mesmo ser "normal"! Fazer o planejamento para o próximo ano deveria incluir orçamento, atividades e mudanças. Sim, porque o que é planejado tem muito mais chance de acontecer.

    E, se conseguirmos fazer essa projeção, incluindo o quanto podemos e queremos gastar, muito melhor.

    Tenho um casal de amigos que se organizam para a viagem de férias, por exemplo, com até 10 meses de antecedência. O que isso quer dizer?  Quer dizer que pagam passagens mais baratas, hospedagem mais barata e, quando viajam, não têm qualquer dívida. Ou seja, a glória!

    Saiba mais »de 2012 está chegando!!!!
  • Estou perdida!

    "... Namoro há três anos e sempre tivemos planos de nos casar. Recentemente, meu namorado foi convidado a trabalhar em um outro país da América Latina e estamos, desde então, a muitos quilômetros de distância.

    Usamos, é claro, Skype, telefone, email, SMS, etc.. Mas não é a mesma coisa. Ele vem para o Brasil uma vez a cada dois meses e ficamos juntos. Isso já vem se arrastando por um ano e sinto que ele está diferente. Na sua última viagem ao Brasil, ele me pediu um tempo para pensar. Não tem mais certeza do que sente por mim, do que quer, e assim por diante. Estou enlouquecendo com essa história. Preciso entender o que se passa na cabeça dele. Estou perdidamente apaixonada e não tenho forças para seguir sem ele. Você me ajuda? "

    A Nely em seu e-mail nos fala muito do Sérgio, seu namorado. Ela conta em detalhes o que ele quer, como ele se sente, como ele é, a viagem, a mudança de país, o trabalho, o sonho, o amor — ele.

    Acredito que ela, de fato, só existe a partir da relação. Abriu mão

    Saiba mais »de Estou perdida!
  • Ele não me esquece!

    "Sou a Fabiana. Namorei um rapaz por quase um ano. Mas ele era tão ciumento, me controlava tanto, que decidi por um ponto final. Terminamos. E, apesar de ainda gostar dele, quero retomar minha vida, sem esse namoro. Nos últimos dias, no entanto, ele está me assustando. Não para de me ligar, diz que não consegue viver sem mim, que só eu consigo acalmá-lo... O que faço para ele entender que acabou?"

    Pois é, e-mails como o da Fabiana, infelizmente, são uma constante. E então, pergunto: será que a vida se resume a uma relação com base no controle e no sofrimento? Será que dá para ser feliz vivendo aprisionado ou aprisionando? Aquele que aprisiona e controla é o mais aprisionado e controlado. Tem de ter 100% do seu tempo disponível, para poder saber da vida do outro. E, pobre, pensa que está no comando! Que está assegurando sua relação, quando o que faz é exatamente o contrário: empurra o outro para longe.

    Será que é possível uma relação com base na desconfiança, no desrespeito, no desamor?

    Saiba mais »de Ele não me esquece!