Postagens do blog por Carol Patrocínio

  • As pessoas não são todas iguais

    As pessoas não são todas iguaisAs pessoas não são todas iguais

    Pesquisas, textos e estudos costumam colocar todas as pessoas de certo grupo em um mesmo balaio. Mulheres de 20 a 45 anos fazem isso. Homens de 18 a 50 anos pensam aquilo. E isso existe por um motivo, é claro, mas é importante entender que não vale a pena levar isso para a vida real individualmente.

    Meu marido não é como os outros caras de 18 a 50 anos, apesar de ser um cara e ter idade no intervalo proposto. Ele não é como todos os outros porque eu conheço seus detalhes, sei suas motivações e nós dois criamos nossas regras e escolhemos, juntos, como seria o jogo.

    Dizem por aí que mulheres são complicadas. Mas para o meu marido sou simples. Ele me conhece. Ele sabe quais são as minhas motivações, ele tem nas mãos as regras do jogo que definimos juntos e sabe que não há nada nas entrelinhas porque escolhemos ser assim.

    Pessoas desconhecidas são complicadas. São enigmas. Não adianta tentar encaixa-la em grupos antes de saber quem elas são de verdade. E isso leva tempo. Pode ser que você

    Leia mais »from As pessoas não são todas iguais
  • Contabilizar quanto sexo você faz pode destruir seu relacionamento

    Foto: ThinkstockFoto: Thinkstock

    Antes de tudo é bom deixar claro que relacionamentos não são competições para ver quem faz mais pontos. Não é futebol, galera. Relacionamentos tem a ver com felicidade, com cumplicidade, com crescer juntos e ter planos em comum.

    Sentir que você pode contar com a outra pessoa naqueles momentos em que você acha que chegou no fundo do poço é muito mais charmoso e excitante do que alguém te contando que, nesse mês, vocês já transaram 15 vezes.

    Música é melhor do que sexo

    Quando você contabiliza quanto sexo faz ou deixa de fazer você está arrumando mais um motivo para que um cobre o outro. Vocês não precisam disso. O que vocês precisam é encontrar uma nova maneira de medir a felicidade. Criem um índice do casal. O que importa para vocês em um relacionamento além do sexo? Qual o top 3? E então sigam medindo esses conceitos. Ser feliz vai além de transar.

    Outro ponto que pode ser muito mais excitante – e talvez até melhore sua vida sexual – é elogiar o outro e reconhecer seus esforços. Se você

    Leia mais »from Contabilizar quanto sexo você faz pode destruir seu relacionamento
  • Fotos: AgNewsFotos: AgNews


    A maneira que nos relacionamos com os outros tem milhares de interferências externas. Somos ensinadas a agir de certa maneira apenas por termos nascido com vagina ou pênis. Se você nasce com vagina, como eu, Fabíola Reipert e Sophia Abrahão a sociedade vai te ensinar coisas bem horríveis como, por exemplo, sempre apontar pontos negativos no outro. Veja bem, pontos que você considera negativos.

    Nos últimos dias, Fabíola Reipert – que escreve uma coluna de fofocas sobre famosos – disse que Sophia Abrahão – atriz que está investindo em uma carreira de cantora – estava mudando o foco do trabalho porque sua carreira nas artes cênicas havia empacado. Isso acontece. De repente a emissora te coloca na geladeira e você começa a buscar outras alternativas. Ou você descobre uma nova paixão. Ou fica de saco cheio de tudo e quer começar de novo. É da conta de alguém? Não. Fabíola ganha a vida humilhando outras pessoas e falando sobre suas vidas, não apenas públicas, mas privadas. Ela não é

    Leia mais »from O que a briga entre Sophia Abrahão e Fabíola Reipert fala sobre o que se espera da relação entre mulheres?
  • Você representaria seu amor com um cadeado?

    Você representaria seu amor com um cadeado?Você representaria seu amor com um cadeado?

    Todos precisamos aprender mais sobre o amor. E com isso, sobre responsabilidade afetiva. Somos responsáveis por aquilo que cativamos, não importa quão cafona essa frase possa soar, mas prender alguém não é ser responsável.

    O amor é, além de um sentimento, uma convenção social. Como você sabe o que é amor? Como descobre que aquilo que está sentindo é o que chamam por esse nome? Com a ajuda de outras pessoas, é claro. E se alguém disse para você, quando criança, que amar era querer uma pessoa só para você, dedicando-se apenas a você, sem que ela olhasse para os lados… Bem, é nisso que você vai acreditar e se basear para falar do que sente e do que espera.

    Demonstrar amor vale a pena!

    As experiências em torno do amor podem nos fazer mudar, mas é doloroso demais e fica bem mais fácil culpar o outro. Aquela pessoa não me amava. Ou será que apenas não amava nos moldes que você tinha para o amor? Será que não eram apenas formas diferentes para uma mesma coisa?

    O amor pode ter diversas faces, mas

    Leia mais »from Você representaria seu amor com um cadeado?
  • Fuja do sexo chato!

    Sabe aquele dia em que você vai trabalhar já pensando na hora de ir embora? Tem sexo que é assim. A gente faz por obrigação, porque precisa bater o cartão, porque deveria comparecer. Deveria? Claro que não. Não existe coisa mais desrespeitosa, com você e com a outra pessoa, do que sexo institucional. Sexo obrigatório é chato.

    O que te dá mais prazer: sexo ou likes no Facebook?

    Não é tão difiícil fugir dessas amarras. Libertar a imaginação. Esquecer o julgamento alheio. Lembrar das fantasias mais escondidas que você já teve. E colocar tudo o que você tem vontade – e não agride ninguém, não é contra a lei e é consensual – em prática.

    Surpreenda-se. Olhe para você com outros olhos. Faça uma busca na internet, em janela anônima, de tudo o que você sempre quis saber. Ou provar. Compre brinquedinhos. Envie uma calcinha por correio. Mande mensagens picantes. Espere a pessoa que você curte, nua, na porta de casa.

    É normal ter tesão durante a menstruação?

    Surpreenda. Descubra as fantasias de quem

    Leia mais »from Fuja do sexo chato!
  • Revista de moda coloca mulher gorda, sem retoques, na capa. Qual a importância disso?

    Foto: Reprodução/ Revista ElleFoto: Reprodução/ Revista Elle


    Mês me maio chegando e milhares de títulos chegando às bancas. Nada de novo sob o sol, certo? Errado. Nesse belo mês a equipe de uma revista respirou fundo e resolveu fazer algo que nenhuma revista de moda brasileira ainda tinha feito: colocou uma mulher gorda na capa – a Juliana Romano, que está MA-RA-VI-LHO-SA.

    Mulheres gordas existem, basta olhar ao redor para constatar. Então porque elas nunca aparecem em capas? Por que sempre têm suas curvas photoshopadas quando aparecem em algum lugar? E estou falando de mulheres gordas de verdade, não aquelas das campanhas de real beleza, que são grandes, mas com tudo durinho e no lugar em que o padrão gostaria que fosse.

    A revista que fez isso foi a Elle, apenas a maior de moda no mundo. E foi no iPad. Ok, não é o mundo perfeito, mas existe a representatividade e as vendas se mantém, já que a edição que vai para as bancas leva uma capa espelhada e mostra você, mulher normal, na capa.

    Mas por que isso tudo é tão importante? Exatamente porque

    Leia mais »from Revista de moda coloca mulher gorda, sem retoques, na capa. Qual a importância disso?
  • Fuja das doenças ginecológicas do verão

    Sol, praia, biquíni, piscina, churrasco com os amigos e diversão. O verão é a estação do ano mais esperada para quem pode tirar férias e curtir tudo de bom que o calor pode oferecer. Mas nem tudo são flores. Com todo esse calor, algumas doenças aproveitam para se instalar na sua vagina.

    Tome certos cuidados e evite que as doenças atrapalhem seus dias de sol! As atitudes básicas que servem para evitar qualquer doença são:
    - Não permanecer por mais de três horas com roupas de banho úmidas ou molhadas;
    - Não compartilhar sabonetes, peças íntimas ou toalhas;
    - Usar roupas leves;
    - Optar por sabonete neutro;
    - Secar roupas íntimas ao sol;
    - Alimentação balanceada

    Conheça as principais doenças do verão:

    Candidíase
    Sintomas: coceira e ardência vaginal, dor ao urinar e corrimento branco granulado
    Causas: fungos
    Como evitar? Usar biquíni molhado ou úmido por muito tempo causa um ambiente propício para a proliferação de fungos

    Tricomoníase
    Sintomas: corrimento amarelo, coceira, dor e

    Leia mais »from Fuja das doenças ginecológicas do verão
  • Por que os ensinamentos de Julien Blanc, o suiço que ensina “pegar mulher”, são péssimos?

    Não sei se vocês sabem, mas antes de escrever o Preliminares eu já escrevia sobre sexualidade e comportamento. O foco era, na época, meninos adolescentes. No Garotas: Modo de Usar, que era como uma bula sobre mulheres, eu ensinava os meninos tudo o que lhes foi cobrado sempre, mas nunca ninguém os ensinou: lidar com o sexo oposto.

    Não, a gente não nasce sabendo. E lá por 2007/2008 não era comum alguém ensinar isso, os treinadores de paquera só aparecer alguns anos depois. O problema é que no meio dessas pessoas apareceram algumas péssimas, como é o caso do Julien Blanc, um suiço que ganha milhares de dólares para dar “aulas” sobre como se aproximar das mulheres. O problema é que ele só ensina besteira!

    Nas últimas semanas ele esteve na Austrália, mas quando o conteúdo do “curso” se tornou público, seu visto foi retirado e ele precisou ir embora. No Reino Unido e Canadá estão rolando petições para proibir sua entrada. E adivinha se o Brasil não está no roteiro do cara? Claro que está!

    Leia mais »from Por que os ensinamentos de Julien Blanc, o suiço que ensina “pegar mulher”, são péssimos?
  • Sem pressa para engravidar: exame detecta o tempo fértil da mulher

    Não importa o quanto a tecnologia avança, o tempo continua passando da mesma forma. Envelhecer não é um problema apenas estético, é uma questão de mudança no funcionamento do nosso corpo. Para mulheres que desejam engravidar - lembrando que nem todas têm esse desejo e não há problema nisso -, o tempo é um inimigo ainda mais implacável.

    “A mulher não consegue estocar óvulos de forma natural, o envelhecimento é um processo normal e essa perda vai aumentando com o passar dos anos”, explica o ginecologista Joji Ueno, responsável pelo setor de Histeroscopia Ambulatorial do Hospital Sírio Libanês e Diretor na Clínica Gera. Mas o que fazer para descobrir se está na hora de ter filhos ou se ainda é possível esperar mais um tempinho?

    Um exame de sangue tem o poder de avaliar a quantidade de óvulos ainda disponíveis – sim, temos um número exato de óvulos que serão produzidos durante a vida. “Este exame consegue medir de forma precisa o hormônio antimülleriano, indicando quantos óvulos a mulher

    Leia mais »from Sem pressa para engravidar: exame detecta o tempo fértil da mulher
  • Por que o cavalheirismo é ruim para as mulheres?

    Não sei se vocês sabem, mas eu sou gordinha - vocês vão entender a importância dessa informação logo, prometo – e ontem passei por um momento bem constrangedor, que me fez pensar nessa questão de cavalheirismo. E em como ele se difere da gentileza.

    Entrei no trem com duas amigas. Estávamos conversando, numa boa. Um cara, sentado em assento preferencial, olhou para mim e perguntou “é gestante”? Prontamente respondi: “não, sou apenas gorda”. E dei um sorriso. Aí você pode pensar: mas, Carol, por que ser grossa com o moço? E eu respondo: porque ele não estava sendo gentil, nem educado, ele estava apenas seguindo a lei e fazendo isso de uma forma bem horrível – ele nunca pensou que uma mulher pode ficar ofendida com essa pergunta? Ou que ela pode ter acabado de perder um bebê? Ou que ela está com gases?. Porém essa situação tem um poder incrível para que fique clara a diferença entre cavalheirismo, obrigação e gentileza. E em como isso tem impacto na nossa vida, como mulheres.

    Se ele

    Leia mais »from Por que o cavalheirismo é ruim para as mulheres?

Paginação

(436 histórias)