Amor e outras coisas

Tenho cíume do passado dela!

"Olá Sandra, quase morro de ciúme da minha namorada. Não um ciúme normal. Morro de ciúme do passado dela. Não consigo me esquecer de que ela já teve outros homens e que foi feliz com eles. Não consigo sequer aceitar que ela fale com o ex ou fique sozinha com ele. Não consigo. Ela já me pediu inúmeras vezes para que eu mude, e não consigo. Ela não dá nenhum sinal de que vai me trair, sei que me ama, mas, ainda assim, sofro e a faço sofrer com minha desconfiança.

O que eu faço?".

Boa-tarde, Mauro. O que você faz? Busque ajuda!

O ciúme, como afirma Eduardo Ferreira Santos, é o lado amargo do amor. Nada acrescenta. Nada constrói.

E é tão complexo compreender essa questão, os mecanismos, os gatilhos, o que nos faz agir com tamanha insegurança, que passamos grande parte do nosso tempo sem saber o que vai ser e por que vai ser. Sem saber como vamos nos comportar quando o telefone do outro tocar da próxima vez, que encontrarmos um amigo no shopping, no cinema etc.

Nesse sentido, o controlador - no caso o ciumento - passa a ser o controlado. Investe tanto tempo tentando saber o que vai dentro do coração e da cabeça do outro que acaba querendo ser o outro. Quer que o outro aja segundo a sua lógica, a sua neurose. E isso, meu caro, não é possível. Somos, afinal, distintos. Dois. Únicos. Separados e unidos.

Por isso, fica aqui o convite: Busque ajuda. Compreenda mais esse sentimento que é tão destrutivo. O ciúme, quando atrelado à inveja, por exemplo, pode ser mais danoso. Temos ciúme do tipo de vida que o outro leva, ou levou, da liberdade do outro, da sua capacidade de se expressar, de se comportar, da vida que levou, dos amigos e relacionamentos que teve,  etc.

Então, antes que tudo se agrave, faça um trabalho de autoconhecimento e, a partir de então, no seu tempo, vá aos poucos deixando de lado esse padrão de comportamento. Não será fácil. Mas, uma vez compreendido o que dispara o sentimento, você terá uma chance de se ver livre dele.

Não estrague seu relacionamento. Não se magoe, não magoe o outro. Faça por você. Mude. Tudo é possível quando a escolha é para o crescimento. Para o bom, o belo, o verdadeiro. Fique bem!

Sandra Maia é autora dos livros Eu Faço Tudo por Você — Histórias e Relacionamentos Codependentes, Você Está Disponível? Um Caminho para o Amor Pleno e Coisas do Amor.

Dúvidas sobre relacionamentos? Envie para s2maia@yahoo.com.br que elas poderão ser comentadas aqui no blog

Mais informações sobre a autora no www.sandramaia.com

Carregando...

YAHOO MULHER NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Entretenimento