Amor e outras coisas

O que buscar em um parceiro?

Pois, então, uma empresa inglesa, desenvolveu uma pesquisa sobre o tema e os resultados, você confere a seguir. 86% das mulheres querem um homem sensível e 64% afirmam que querem que este diga "eu te amo" somente quando, realmente, estiver certo disso.

Moreno, 1.80 de altura, bom rendimento anual. Mestrado ou doutorado, que seja divertido e que saiba conversar. Ele deve ser romântico, dependente e saber cozinhar.

Nessa e em outras pesquisas, fica claro que, para os homens, a preocupação é outra. Eles preferem mulheres com curvas bem desenhadas e morenas. 75% deles acreditam que um sorriso transforma uma mulher em uma fêmea sedutora e que uma boa cozinheira sai à frente, quando comparadas a outras mulheres que detestam o fogão.  A pesquisa revela um ponto, ainda, discutível, o homem se preocupa mais com o histórico sexual da parceira que o inverso.

Bem, depois disso tudo, fica o convite à reflexão. E para você? Qual o homem ou mulher ideal?

Você sabia que é melhor ter isso claro na mente, antes de sair para o mercado? Até por que quando não sabemos o que queremos, qualquer coisa serve.

E, então, podemos muito bem levar coelho por lebre e vice-versa.

Qual o seu tipo ideal? O que você aceita e não aceita?

Como encara uma relação saudável de amor e uma relação não saudável? Em qual quer entrar?

Pense nisso, pense muito e depois escolha. Escolha o que quer incluir na sua vida, na sua rotina, nos seus relacionamentos.

Parece simples?

Pois é, não é simples. Por vezes, acabamos cedendo e entrando em relacionamentos que em nada se parecem com o que um dia sonhamos.

Então, se estiver, nesse momento, no meio tempo, pare, anote o que quer e o que não quer. O que suporta e não suporta em uma relação.

Se não conseguir fazer isso sozinho (a), chame um amigo, façam em conjunto. Anotem tudo o que conta e o que não importa. Desenhem esse parceiro (a) ideal e, depois disso, se abram para o universo.

Mais do que saber, é preciso querer.

Isso também é importante que você compreenda. Em alguns casos, temos um discurso diferente da atitude. Sabemos o que queremos da boca prá fora. Na hora mesmo de escolher, escolhemos o  que estamos habituados. Se for sofrimento, dor, agressão — relações não saudáveis, mais sofrimento, dor e agressão.

Para quebrar o círculo, só mesmo ficando muito atento e presente. Só mesmo tendo muito claro o que queremos. Daí, então, é só dizer SIM ou NÃO de acordo com o que se apresenta.

E, nesse hora, não vale a pressa, não vale a urgência. Faça com calma. Faça com tempo. Não escolha um companheiro como quem troca de roupa. Afinal, viver uma relação sempre nos deixa marcas. Que sejam, então, positivas. Que sejam, então, para o nosso bem.

Compartilhe aqui nesse espaço suas preferências. E, mais que isso, aprenda a ficar com elas. Aprenda a ouvir seu coração e a escolher o verdadeiro, sem ilusão, sem medo, sem dor.

Boa semana. Boa escolha.

Sandra Maia é autora dos livros Eu Faço Tudo por Você — Histórias e Relacionamentos Codependentes, Você Está Disponível? Um Caminho para o Amor Pleno e Coisas do Amor.

Dúvidas sobre relacionamentos? Envie para s2maia@yahoo.com.br que elas poderão ser comentadas aqui no blog.

Mais informações sobre a autora no www.sandramaia.com ou no blog www.coisasdoamor.com.br

Carregando...

Siga o Yahoo Entretenimento