Amor e outras coisas

Como salvar seu casamento?

As estatísticas mundiais não são boas. Na média, 50% dos atuais casamentos terminam em divórcio. No Brasil, cai, ano a ano, o índice de casamentos entre solteiros, cresce o número de casamentos entre divorciados e, também, o número de divórcios. O IBGE revelou que a taxa de divórcio atingiu, no país, em 2010, o seu maior valor, nos últimos 26 anos: 1,8‰ (1,8 divórcios para cada mil pessoas de 20 anos ou mais), um acréscimo de 36,8% em relação a 2009.

Isso quer dizer que é mais aceitável se divorciar ou que estamos mais intolerantes com o outro? Quer dizer que as relações estão banais ou que perdemos a capacidade de dialogar, conversar, confrontar?

Enquanto não respondemos a essa nova pesquisa, vale aqui algumas maneiras de salvaguardar sua relação. Fica, também, o convite, para que pense bem antes do SIM. Afinal, casamento não é brincadeira, não é descartável. O outro não é uma coisa, é um ser humano. O mesmo que o encantou, há tempos atrás, o mesmo que o desapontou com sua imperfeição, o mesmo: HUMANO.

Façam coisas juntos!

Fique atento ao tempo que passa com o outro. Priorize fazer coisas agradáveis com o outro.  Programem-se para, pelo menos, uma vez por semana sair e se divertir. Parque, cinema, restaurante, filme em casa? Não importa. O que conta é rir juntos, divertir-se, dialogar.

Melhorem a comunicação.

Abram o diálogo, comentem como se sentem com determinadas atitudes do outro. Façam, de forma, a não criticar,  mas a constatar o que vocês poderiam modificar em prol da relação - entendam isso como uma sugestão e não como uma ordem. A comunicação precisa estar sempre aberta, para emitir e receber. Falar e ouvir. Acolher. Façam de um modo a não gerar ressentimentos, em não  mentir ou omitir. E depois, consenso. Negociem.

Entenda: Você não pode transformar o outro.

Logo, algumas coisas terão de ser colocadas de lado. Mesmo aquelas que o  irritam e que não podem ser transformadas, no momento. Não há como fazer com que o outro mude porque queremos. Não há como controlar o outro a esse ponto.

Exercite, por isso, entregar, confiar e aceitar.

Aprenda brincar.

Ria, sorria, divirta-se com e sem o outro. Dance, cante, corra, alongue-se, faça coisas que o tirem do centro. Que o tirem do marasmo e que lhe permita ser algo mais. Algo mais alegre, algo mais imprevisível. O outro pode não entender, mas você vai se sentir bem melhor. É com esse melhor que seduzimos e conquistamos o coração do outro para sempre!

Mantenha a chama viva.

Invente, experimente, faça diferente. Ouse! Por que não? Ele é seu companheiro. Aquele que escolheu para uma vida. Por que, então, não trocar fantasias, expectativas, possibilidades?

Estas e outras dicas, você pode encontrar em diferentes sites de relacionamento. Agora, podemos fazer aqui, neste espaço, o nosso Manual. Vamos nessa? Deixe aqui suas dicas para salvar seu casamento. Deixe aquelas que testou e que, quem sabe, ajudarão, também, outros leitores.

Sandra Maia é autora dos livros Eu Faço Tudo por Você — Histórias e Relacionamentos Codependentes, Você Está Disponível? Um Caminho para o Amor Pleno e Coisas do Amor.

Dúvidas sobre relacionamentos? Envie para s2maia@yahoo.com.br que elas poderão ser comentadas aqui no blog.

Mais informações sobre a autora no www.sandramaia.com ou no blog www.coisasdoamor.com.br

Carregando...

Siga o Yahoo Entretenimento