Amigo Gay

Ex-namorado mala: como se livrar do encosto

Seu ex é um problema para você? (Foto: Thinkstock)Há quem diga que ex-namorado bom é ex-namorado morto. Claro que nem todo mundo mantém essa relação de desprezo por aquele que um dia foi objeto de todo seu afeto. Mas não há como negar que são raros os casos nos quais, o que antes era amor, se transforma em algo bacana como amizade. A dificuldade de uma das partes em lidar com o término costuma ser a principal razão para que uma história que começou bem termine de forma trágica. É essa mesma dificuldade que leva as pessoas a fazerem coisas bizarras quando levam um pé na bunda.

A lista de comportamentos fora de lugar é imensa, mas poucos são mais incômodos que a insistência. Refiro-me àqueles ex namorados que ligam, mandam e-mail, chamam para sair, aparecem em casa e fazem questão de se manterem próximos mesmo com o fim do relacionamento.

Uma amiga minha cortou um dobrado com um tipo desses. O cara agia de forma esquizofrênica. Ele mandava e-mail propondo sessões de sexo ardente. Diante da negativa da minha amiga em aceitar o convite, ele dizia que tinha conhecido uma garota bacana e que estava apaixonado. Depois voltava a dizer que ainda a amava e que ela era a mulher da vida dele. Por um tempo minha amiga levou tudo na brincadeira, afinal, ela sabia como os términos são difíceis e que todo mundo precisa de um tempo para descobrir a parte que lhe cabe nesse novo latifúndio afetivo. Mas o cara começou a se mostrar meio agressivo e chegou a ofendê-la. Ela não teve dúvida. Mandou o cara embora da vida dela e passou a ignorar todas as investidas dele. Acho que ela agiu certo.

Não que seja impossível continuar sentindo algo bom pelo sujeito depois que a história acaba. Mas é preciso dar tempo e espaço para que o afeto se transforme e cada um possa assumir novos papéis na vida do outro. Ignorar isso é o caminho mais curto para meter os pés pelas mãos e eliminar as chances de uma nova amizade nascer entre vocês.

Então, caso seu ex for esse tipo chato que acha que vencer pela insistência é uma boa estratégia, avise o cara que além de não ter a namorada de volta, ele está correndo o sério risco de perder a nova amiga. Se ele continuar agindo da mesma forma, seja por burrice ou teimosia, coloque um fim na história de forma taxativa. Diga com todas as letras que não há mais nada entre vocês e que ele não é bem-vindo na sua vida.

Pode parecer radical, mas algumas pessoas não tem maturidade para lidar com a mudança de status de amante para amigo. Não colocar um fim na situação por achar que um outro desfecho é possível pode até ser generoso da sua parte, mas só vai reforçar o comportamento fora de lugar do cara. Porque na cabeça dele não se trata de uma adaptação, um período transitório no qual vocês dois estão descobrindo como agir nessa nova configuração que o relacionamento de vocês assumiu. Na cabeça dele você só está fazendo doce. Melhor cortar o mal pela raiz enquanto ainda há algo bom entre vocês do que insistir até que um dos dois pise tanto na bola a ponto de tornar impossível qualquer relação futura.

Eu sei que é complicado definir as coisas de forma tão estanque quando um namoro acaba. Os sentimentos ainda estão misturados e muitas vezes não estamos certos se queremos partir ou ficar. Não se trata de ignorar esse período de dúvida, mas trabalhar para que essa fase não dure para sempre. Porque a indecisão é um estado de exceção, um período limitado de tempo em que pesamos prós e contras com o objetivo de tomar uma decisão.

Se mesmo depois de colocar tudo na balança você não conseguir escolher um caminho, fique atenta. Porque nesse caso, não ter uma resposta já é uma resposta. Colocar um ponto final claro na história e pedir para que o outro saia da sua vida não é ignorar o sentimento dele. É impedir que por causa dessa confusão vocês façam coisas impensadas e se machuquem. Pode paracer difícil perceber logo de cara, mas vocês dois vão sair ganhando. Tenha certeza disso.

Sobre o autor

Arthur Chioramital é jornalista, ombro amigo e filósofo de boteco. Entre uma cerveja e outra, adora reclamar da vida e distribuir conselhos. Romântico não assumido, ele sonha em encontrar o príncipe encantado, mas não nega o valor que o Lobo Mau possui.

 

Siga o Yahoo Entretenimento